2 de junho de 2008

Gafe gráfica: seria cômico se não fosse trágico

Quem um dia não esteve em um situação em que nomeou um arquivo com uma expressão informal e engraçadinha? Quem um dia não nomeou o folder daquele cliente pentelho como folden, ou salvou um outdoor com o nome 'hotdog do criente x'?

Pior! Quem não fez algum comentário no meio do texto dando instruções sobre onde colocar uma foto ou pedindo que a outra pessoa que for finalizar o job cheque alguma informação, só que fazendo gracinha? Não conhecer a ferramenta 100%, tudo bem, mas fazer serviço porco...

Um (necessário) alerta aos designers, diretores de arte, redatores, revisores e estagiários: se não puder contar com um bom arte-finalista ou é daqueles que esquece de revisar o material antes de enviar para o seu destino final, é melhor não arriscar ser engraçadinho dando nomes e fazendos comentários descontraídos nos arquivos, senão pode acontecer isso:



rs rs rs. Sabe quando você fica com vegonha pela pessoa? Já pensou se isso fosse um anúncio, um folder ou um material de um cliente importante para você ou sua agência? Sua vida acaba bem aí por causa de um comentário imbecil ou um nome de arquivo mal colocado.

Para não cometer esse tipo de gafe gráfica, NUNCA faça comentários no meio do texto do material ou dê nomes estranhos aos arquivos. Lembre-se sempre que, para aprovação do material, 95% das vezes enviamos as peças em jpg, pdf ou seja o que for para o cliente. O nome vai junto e sua reputação profissional também. Isso vale para as pastas e layers de arquivos multicamadas. Dá trabalho, é cri-cri, mas é a melhor forma de garantir que nada de constrangedor vá acontecer. Além do que é muito útil para sua própria organização. Também não custa nada facilitar a vida do arte-finalista, deixando tudo em seus devidos lugares com seus devidos nomes. Agiliza o processo e melhora o fluxo.

Vale a dica: para fazer comentários, salve em um arquivo básico no bloco de notas ou, no caso do Photoshop, utilize um recurso pouco usado que se chama Notes Tool/Ferramenta Nota, que serve justamente para compartilhar informações pertinentes a respeito do material com outras pessoas que trabalham com o arquivo, ou que você, simplesmente, deseja lembrar na próxima vez em que abri-lo (eu tenho problema com memória recente. Pra mim é muito útil). Após criar a anotação, o Photoshop exibirá um ícone de nota na janela de imagem; clique duas vezes no ícone para ver o que você tinha a dizer.



Ainda no Photoshop, existe o Audio annotation Tool/ferramenta de anotação de áudio, em que pode comentar seus arquivos como um clipe de áudio. Como na ferramenta Notes, um ícone de áudio é exibido na janela de imagem depois que você grava sua mensagem. Clique nesse ícone para reproduzir o clipe áudio.

É só... =)

Não passe vergonha, passe Vodol (Piadinha infame. rs rs rs)

Imagem da notinha do jornal via: design4food


3 comentários:

bruno zanetti disse...

esse blog é o melhor!
=D

Anahi disse...

muito boa observacao!
aprendi mais uma, essa do notes tool nao conhecia, e ja tinha tentado descobrir o que era.
agora vou usar!

valeu!
Anahi

Priscila disse...

Muito bom esse post Ge...
Bjossss